Home » Farmacologia » Tipos de Anestesia

0

Anestesia é a condição induzida por meios externos com a finalidade de diminuir ou bloquear a sensibilidade (incluindo a dor). Isso permite que os pacientes passem por cirurgias e outros procedimentos sem a angústia e a dor, que o impediria de realizar qualquer procedimento, sendo a anestesia um estado farmacologicamente induzido de amnesia, analgesia, perda de responsividade, perda de reflexos musculares esqueléticos e diminuída resposta a estresse.

Saiba tudo sobre a anestesia e os tipos de anestesia.

TIPOS DE ANESTESIA

Anestésicos locais

Podem agir no neurônio aferente nociceptor ou no corno dorsal ( a anestesia raquidiana age nas fibras que chegam ao corno dorsal). Os anestésicos locais são, na verdade, analgésicos, pois permitem que o paciente fique consciente. O primeiro anestésico local utilizado: cocaína, pingava-se o suco da folha de coca durante a cirurgia de catarata. A maioria dos anestésicos locais é derivado da cocaína como xilocaína, marcaína e bupimarcaína.

Amidas lindocaína (xilocaína): aumenta os sintomas da intoxicação, é de ação rápida e dura cerca de 1 hora ou 3 quando administrada a adrenalina, é metabolizada no fígado.

Bupivacaína: causa arritmia ventricular quando a administração é venosa, seu efeito é em 10 minutos após a administração e a duração é de cerca de 4 horas.

Procaína(movocain): baixa toxicidade 1,5 minuto para o efeitos e cerca de 1 hora de duração, é metabolizada pela colinesterase no plasma (PABA – metabólito alergênico que pode desencadear o choque anafilático).

Tetracaína: alta toxicidade,10 minutos para a ação e 2,5 horas de duração dos efeitos (PABA).

Mecanismo de ação: inibe os canais de Na+ (bloqueio físico e reversível de todos os canais) impedindo o potencial de ação inibindo assim o estímulo. Alguns anestésicos bloqueiam o canal de K+ (não muito importante).

Metabolização: cadeia aromática ligada à cadeia lateral básica formada por grupo éster metabolizados no plasma. O grupo amida é mais rapidamente metabolizado a nível hepático.

Farmacocinética dos anestésicos: todos os anestésico são bases fracas (Ph = 8 ou 9) deve-se administra-los com bicarbonato para aumentar a potência. O bicarbonato sequestra os íons H+ com isso o anestésico fica lipossolúvel (não ionizado) e passa pela mielina. Durante o processo inflamatório o meio fica ácido e com isso a substância fica ionizada e não ultrapassa a mielina só anestesiando fibras do tipo C (não há ação imediata).

Anestésico com adrenalina ocorre vasoconstrição e não há recaptação do anestésico (não é recomendado para extremidades ou para cardiopatas).

Vias de administração: subcutânea e aspirado são as melhores formas. Se for para a corrente sanguínea pode acontecer:

  • hipoestesia oral: lingual dormente;
  • lipotimior: tonteira;
  • hipotensão;
  • inibição do simpático: overdose de cocaína.
  • Anestesia por infiltração: ao redor do córtex.

Bloqueio nervoso local: injeta anestesia num local mais proximal a lesão (como quando a lesão é no antebraço e se injeta o anestésico no nervo braquial).

Anestesia peridural:

Bloqueia determinadas áreas da medula, deposita-se de 10 a 20ml de anestésico no espaço entre a dura-máter e a pele (pressão negativa, sabe-se que chegou neste porque a seringa entra com mais facilidade) com uma agulha grossa e grande, a ação é dada por cerca de 10 minutos após a aplicação ocorre perda hierárquica de sensações:

Dor – Temperatura – Tato – Pressão – Motor

Anestesia raquidiana:

A agulha é grande, porém mais fina do que aquela usada na anestesia peridural. Injeta-se de 3 a 5ml de anestésico e a agulha deve perfurar a duramáter, a ação é após 3 a 5 minutos (usada em emergências). O buraco feito na dura-máter pode causar cefaléia pós raqui que é causada pela baixa pressão liquótica, deve-se hidratar e administrar cafeína nestes pacientes e se não resolver o procedimento e realizar o blood patch colhe-se sangue do paciente e aplica no local da anestesia formando um coágulo que fecha o buraco.

Anestesia Raqui total:

A pretensão era aplicar a peridural, mas a agulha perfurou a dura-máter e injetou-se lá dentro 10 a 20ml da anestesia, pode ocorrer parada cárdio-respiratória dentre outras complicações, o procedimento é realizar o blood patch e tratar as complicações.

Anestesia Geral

Causam analgesia e relaxamento muscular.

Mecanismos de ação: teoria dos lípides: quando os gases ou venosos alcançam a membrana plasmática, esta se desorganiza e não há como conduzir os estímulos.

Faça seu comentário no Enfermagem S/A.

Gostou deste texto e quer nos ajudar? Compartilhe com seus Amigos! É rapido e Simples, basta clicar nestes botões:

Deixe Seu Comentário

download goodfellas movie